Você sabe que não existe uma fórmula que, se for seguida à risca, garanta o sucesso do seu negócio. Mas se reunirmos algumas das experiências dos empreendedores que já chegaram lá, é possível perceber que eles têm algo em comum (inclusive com você): muito trabalho.

Além disso, cada um foi ao seu modo aprendendo e desenvolvendo características que fizeram com que seus sonhos se transformassem em grandes negócios. E o melhor é que hoje esses empreendedores de sucesso compartilham suas experiências com você.

Trouxemos aqui as dicas de grandes nomes do empreendedorismo: Luiza Helena Trajano, Robinson Shiba, Ricardo Sayon e Alexandre Tadeu da Costa. Se os nomes não dizem muito, as empresas Magazine Luiza, China in Box, Hi Happy e Cacau Show que eles ajudaram a construir são sinônimos de sucesso.

Então, vamos conferir as 4 lições desses empreendedores brasileiros dos segmentos do varejo e food service?

1. Conheça todas as etapas do seu negócio

Luiza Helena Trajano foi a responsável por transformar uma pequena loja da família em uma das maiores empresas varejistas do Brasil, o Magazine Luiza. E ela faz questão de compartilhar sua história de muito trabalho e dedicação com empreendedores que pretendem transformar seus negócios em exemplos de sucesso.

Luiza começou a trabalhar muito cedo, aos 12 anos, como balconista na loja dos tios no interior de São Paulo. Dedicada, foi contratada pelos tios ao completar 18 anos e, após a faculdade, passou por diferentes setores do negócio, que já começava a expandir.

Essa experiência foi decisiva para a empreendedora que costuma dizer que o gestor precisa conhecer todas as operações que acontecem no negócio. Para isso, você precisa apenas questionar sempre, conversar com os fornecedores, com a equipe de trabalho e acumular a maior quantidade de conhecimento possível.

Inovar é outra lição que Luiza costuma compartilhar em suas palestras. Para ela, a inovação faz com que sua rede se diferencie da concorrência e garanta a fidelização dos clientes. O Magazine Luiza foi uma das primeiras redes a criar as lojas virtuais e também inovou ao lançar a Liquidação Fantástica, aquele saldão que acontece em janeiro. O que era um período ruim de vendas no início do ano se transformou em uma das melhores estratégias do varejo, tanto é que foi copiada pela concorrência.

2. Ofereça um produto e atendimento de qualidade

Robinson Shiba largou os consultórios odontológicos para abrir um serviço de delivery de comida chinesa, o China in Box, e precisou encarar logo no início dois problemas. Na época, 1992, os serviços de entregas de comida em domicílio só ofereciam pizzas e sanduíches. Ele enfrentou ainda a desconfiança que havia sobre a comida chinesa aqui no Brasil, associada aos restaurantes com poucos cuidados com limpeza e higiene.

Para vencer o preconceito, criou um restaurante com a cozinha visível ao público, funcionários sempre uniformizados, limpeza impecável, pratos de qualidade e pontualidade na entrega. Aos poucos, foi atraindo cada vez mais clientes.

Robinson também dá outra lição aos empreendedores: investir na divulgação. No início ele mesmo saía distribuindo panfletos de porta em porta nos prédios próximos ao restaurante e oferecia um vale-yakissoba para as pessoas que ajudaram na divulgação. Essa ação simples ajudou para aumentar as vendas do restaurante.

Robinson não parou por aí. Em dois anos já possuía seis lojas e transformou o China in Box em uma franqueadora. Hoje ele é presidente do grupo Trendfoods que gerencia também o Gendai, uma rede de restaurantes de comida japonesa.

3. Não desista diante das dificuldades

Quando você decide empreender é claro que você aposta todas as fichas para o negócio dar certo, mas já parou para pensar se as coisas não tivessem saído como o planejado não uma, mas várias vezes?

Ricardo Sayon, fundador da Ri Happy, precisou aprender na prática a encarar as adversidades e não desistir frente aos primeiros obstáculos. Não por acaso transformou sua empresa em uma das maiores redes varejistas de brinquedos da América Latina.

Há 30 anos, Ricardo era um pediatra que decidiu abrir um negócio para mulher em uma pequena loja que mantinha alugada. Mesmo no prejuízo, Ricardo e a esposa conseguiram um sócio, que sugeriu a expansão do negócio com a abertura de novas lojas, trazendo ainda mais prejuízo ao negócio.

A virada aconteceu no dia que o pediatra tentou conversar com a empresa de brinquedos para devolver os produtos e ouviu um não como resposta. Foi então que Ricardo tomou duas decisões muito importantes e que compartilha para os empreendedores que querem alcançar o sucesso nos negócios.

A primeira foi encarar a dificuldade como uma oportunidade de aprendizado e crescimento. A outra, foi conhecer o mercado de brinquedos para descobrir como a Ri Happy poderia melhorar. Por isso, uma das dicas de Ricardo é que você pare e questione: “o que você sabe sobre o mercado em que atua”?

Não há nenhum problema em reconhecer que não sabe nada, o próprio empreendedor disse que foi só a partir do momento em que ele reconheceu que precisava conhecer o mercado em que atuava que descobriu o que era necessário para gerenciar melhor sua empresa.

4. Estabeleça uma relação de confiança com a equipe

Para transformar sua empresa, a Cacau Show, em uma das maiores redes de chocolates finos do mundo, com mais de duas mil lojas espalhadas pelo Brasil, Alexandre Tadeu da Costa destaca a sua disciplina e dedicação para conseguir alcançar os objetivos planejados e enfrentar os desafios da jornada.

O fundador da Cacau Show também lembra a importância do planejamento financeiro e estratégico do negócio. Para Alexandre, é difícil obter sucesso nos negócios sem um cronograma e uma descrição detalhada sobre como as etapas serão alcançadas.

O empreendedor traz mais uma lição valiosa sobre a importância do bom relacionamento com a equipe. Alexandre diz, que se você quiser ser um bom líder, é preciso manter uma relação de confiança e respeito com sua equipe.

O resultado desse relacionamento se converte em grupo de profissionais capazes de amar o trabalho que fazem, vestindo a camisa da empresa. Para o dono da Cacau Show, o reflexo desse tipo de liderança é extremamente positivo, não apenas na melhoria do ambiente de trabalho, mas também no relacionamento com o consumidor.

Que histórias de vida, não é mesmo? Depois das lições desses empreendedores de sucesso chegou o momento de você reconhecer que o seu negócio tem todo o potencial para ir além do que você imagina. E para aprender sempre mais, curta nossa página no Facebook. Assim, você acompanha de perto todas as nossas dicas de gestão e negócios. Até a próxima!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

You may use these HTML tags and attributes:

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.