Seja para começar um negócio, seja para expandir um já existente, a escolha do ponto comercial é uma das atividades mais importantes para o sucesso de qualquer empreendimento varejista.

O local do estabelecimento comercial impacta fatores como o fluxo de clientes, custos do negócio, logística de produtos e, até mesmo, estratégia de preços. Por esse motivo, é importante saber como escolher um local de forma correta.

Pensando nisso, colocamos abaixo 6 erros que você não deve cometer ao decidir por um ponto comercial, garantindo melhores resultados para esse investimento no seu negócio. Confira!

1. Não fazer planejamento

O primeiro erro que pode comprometer o processo de escolha do ponto comercial ideal para seu empreendimento é não fazer um planejamento dessa operação. Isso inclui a definição de fatores, como:

  • estrutura buscada — metros quadrados, ambientes, etc.;
  • tipo de contrato — compra ou aluguel;
  • regiões de preferência;
  • tempo para assumir o local;
  • orçamento disponível.

Com base nessas informações, fica mais simples começar as buscas por um local adequado, eliminando aqueles que não se encaixam nos critérios desejados. Essa prática garante que o ponto comercial é adequado, bem como reduz os gastos dessa atividade.

Outra parte do planejamento deve ser definir quem será responsável pela busca e quais canais serão usados para isso — o mais comum é optar por uma corretora especializada e adotar canais digitais de seleção.

2. Desconsiderar a facilidade de acesso ao local

Ao fazer uma seleção de locais para escolher um ponto comercial, é comum deixar de lado a questão da facilidade de acesso ao estabelecimento. Isso é um erro que pode gerar diversos problemas para o negócio, como o aumento dos custos e a redução do número de clientes.

O primeiro acontece porque a dificuldade de chegar e sair do lugar resulta em maiores gastos logísticos. Isso ocorre quando o fornecedor, ou seu distribuidor, precisa fazer um caminho alternativo ou despender de recursos adicionais para chegar ao estabelecimento. Ademais, o custo pode ser elevado pela distância, em casos de pontos muito afastados do centro de distribuição.

O número de clientes é afetado pela acessibilidade do local por dois motivos: facilidade para chegar até ele ou visibilidade do estabelecimento. Nesse sentido, pontos que não apresentam estacionamento nem estão em área de fácil parada, reduzem sua demanda, bem como os que ficam “escondidos” em locais difíceis de serem encontrados.

3. Não avaliar o perfil do público da região

Outro erro que impacta o sucesso do ponto comercial é deixar de avaliar o perfil do público da região, ou seja, compreender se as pessoas que moram, ou frequentam, naquela área fazem parte do segmento atendido pela empresa e representam potenciais clientes para o estabelecimento.

Caso contrário, a empresa pode encontrar um ponto excelente, com baixo custo, boa estrutura e visibilidade, porém, sem atratividade para a região e, consequentemente, com baixa conquista de clientes.

4. Não levantar o fluxo de pessoas no local

Determinar se o público atendido pela empresa está presente na região não é o bastante para garantir que o estabelecimento terá demanda suficiente para gerar bons resultados e retorno para o investimento financeiro feito. Para isso, é preciso avaliar também o fluxo e quantidade dessa população.

Isso é necessário porque em regiões com baixo fluxo e presença de pessoas do público atendido, a demanda gerada tende a ser baixa, ou seja, o potencial de receita é limitado, bem como as chances de lucro, uma vez que os custos serão os mesmos com baixa ou alta demanda.

Nesse sentido, é preciso determinar o tamanho do público potencial da região. Para isso, pode-se realizar uma pesquisa de mercado ou um levantamento de informações sobre a população local por meio de banco de dados do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística)  — órgão que faz o controle dessas informações.

5. Ignorar a concorrência

Além de avaliar a quantidade e perfil do público presente, no local sondado como ponto comercial do negócio, é importante não deixar de estudar a região e identificar a presença de concorrentes — diretos e indiretos.

Essa prática é fundamental para compreender quais estratégias podem ser adotadas para conquistar clientes e superar a concorrência da região. Além disso, ela ajuda a determinar o mix de produtos, serviços, benefícios e ações de comunicação que melhor se adequam ao mercado do lugar.

Assim, compreender a presença de concorrência pode reduzir a atratividade do ponto, fazendo com que ele deixe de ser algo vantajoso para a empresa. Isso pode ocorrer em uma situação em que existem muitos competidores e uma briga por preço é necessária — algo que muitos empreendedores iniciantes não conseguem fazer sem comprometer sua saúde financeira.

6. Esquecer-se de avaliar a segurança da região

Por fim, outro erro que deve ser evitado é deixar de analisar a segurança da região considerada para ter seu ponto comercial. Esse fator é importante porque impacta o funcionamento do estabelecimento, seus custos e também a aquisição de clientes.

Locais com alto risco de serem roubados geram a necessidade de implementação de câmeras e sistemas de segurança, bem como práticas específicas que reduzem as chances do inconveniente acontecer — como não receber mercadorias no período noturno ou abrir antes do horário comercial.

Além disso, mesmo investindo em proteção, roubos e furtos podem ocorrer, o que acaba gerando ainda mais custos para a empresa. Esses eventos também geram uma imagem de perigo para o estabelecimento, afastando clientes e profissionais que prezam pela segurança em seus ambientes de compra e trabalho, respectivamente.

Nesse sentido, é fundamental avaliar a segurança da área e garantir que o ponto comercial esteja em um lugar com pouco risco para o negócio e seus clientes. Para isso, basta buscar por informações como taxa de criminalidade e índice de roubos da região — normalmente disponibilizados pela prefeitura local.

Depois de todas essas informações, fica evidente que o processo de escolha de um ponto comercial não é algo simples e, por esse motivo, não deve ser feito sem um planejamento adequado. Para isso, considere os erros citados e, de preferência, envolva profissionais qualificados para sua execução.

E aí, gostou de saber mais sobre como escolher um ponto comercial e não cometer erros que comprometem o sucesso desse processo? Então não deixe de nos seguir nas redes sociais e receber mais conteúdos como este. Estamos no FacebookInstagram e YouTube!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

You may use these HTML tags and attributes:

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.