Manter uma gestão eficiente é fundamental para o sucesso de qualquer empresa. Para isso, é importante que os gestores acompanhem e usem indicadores de desempenho para tomar decisões e otimizar sua estratégia de negócio. Neste sentido, é fundamental saber como calcular a margem de lucro.

Considerado um dos mais importantes indicadores para a gestão de negócios, a margem de lucro ajuda os proprietários a avaliar a saúde financeira de seu empreendimento, compreendendo a performance de vendas de cada produto e como eles impactam na lucratividade do negócio.

Pensando nisso, colocamos abaixo as principais informações sobre esse indicador, mostrando como calcular a margem de lucro de forma eficiente e a importância dessa prática para o sucesso do seu negócio. Confira!

O que é e como calcular a margem de lucro?

Basicamente, a margem de lucro é um indicador que define o percentual de ganho sobre a comercialização de cada produto vendido pela empresa. Seu cálculo é dado pela seguinte forma:

Margem de lucro = (Lucro da venda / Receita da venda) x 100

Para ficar mais claro, imagine um padaria que comercializa bolos por R$10,00. Se o lucro do produto é de R$2,00, a margem de lucro é de 20%, ou seja, o ganho real de cada venda de bolo é de 20% do valor.

Esse indicador pode ser calculado para avaliar o desempenho de diferentes aspectos, como um produto específico apresentado no exemplo, categoria de produtos ou período — como dia, semana, mês etc.

Lucro

Para determinar a margem de lucro, é importante saber como calcular os elementos que compõem seu cálculo. Em primeiro lugar, o lucro pode ser entendido como o valor real ganho em uma transação e é dado pela seguinte fórmula:

Lucro = Receita – Custo

A receita indica o valor de venda da transação ou soma das vendas de um período — quando os cálculos são focados nesse aspecto de desempenho. Seguindo o nosso exemplo da padaria, se em uma semana foram vendidos R$5.000,00 em produtos, e o custo desses itens foi de R$3.000,00, assim, o lucro do período é de R$2.000,00 e a margem de lucro 40%.

Custo

Para calcular sem erro a margem de lucro, é muito importante saber determinar o valor total do custo de um produto. Para isso, é preciso conhecer bem os gastos da empresa, tanto de produção quanto de funcionamento. Entre eles, estão:

  • custos fixos — despesas mensais recorrentes e de valor previsível, como folha de pagamento, aluguel e contador;
  • custos variáveis — despesas pontuais ou mensais de valor imprevisível, que variam conforme performance da empresa, como contas de água, luz, telefone, abastecimento de estoque e comissões;
  • impostos e tributações sobre os produtos e faturamento;
  • obrigações contábeis e fiscais.

Para determinar o ganho real da empresa sobre a venda de produtos e a margem de lucro verdadeira, é necessário levantar todos os custos do negócio dentro de um período e fazer a distribuição dos itens indiretos, ou variáveis, de forma proporcional aos itens — abordamos melhor esse assunto no próximo tópico!

Qual a diferença entre lucro bruto e lucro líquido?

Muitos empreendedores desconhecem ou ignoram a diferença entre o lucro bruto e líquido, porém esse é um erro que pode arruinar a análise da margem de lucro do negócio e comprometer sua saúde financeira. Por esse motivo, apresentamos esses dois conceitos a seguir!

Lucro bruto

O lucro bruto é dado pela diferença entre a receita e o custo direto de produção, ou seja, matéria-prima ou mercadoria usada. Neste sentido, no exemplo da padaria, se o gasto em produção foi de R$1.500,00, o lucro bruto é de R$3.500,00, o que leva a margem de lucro para 70% — neste caso, ela é chamada de margem de lucro bruta.

Lucro líquido

Já o lucro líquido é dado pela diferença entre a receita e o custo total da empresa, ou seja, despesas diretas e indiretas. Neste caso, o exemplo da padaria permanece com o mesmo lucro e margem apresentados. Entretanto é importante perceber a diferença de valores e como a inclusão dos custos indiretos pode afetar a lucratividade da empresa.

Qual a importância de fazer o cálculo de forma correta?

Como mostramos no item anterior, erros no cálculo da margem de lucro, como deixar de lado algum custo, podem mudar totalmente o resultado desse indicador e resultar em decisões que comprometem o desempenho da empresa.

Para entender melhor, imagine que o dono da padaria precisa descontinuar um entre dois produtos. Para decidir, ele quer escolher o que é mais lucrativo para o negócio e, portanto, avaliar a margem de lucro de ambos. Em sua análise, ele considera os seguintes resultados dentro do mesmo período:

  • produto A — receita de R$1.000,00 e custo total de R$230,00, resultando em 77% de margem de lucro;
  • produto B — receita de R$2.000,00 e custo total de R$5000,00, resultando em 75% de margem de lucro.

Com base neste resultado, o produto B seria descontinuado. Entretanto o gestor esqueceu de considerar que o produto A apresenta uma taxa de imposto de 7% sobre as vendas, o que aumenta seu custo para R$300,00 e reduz a margem para 70%. Neste novo cenário, este seria o item descontinuado, uma vez que traz menor retorno para o negócio.

Neste sentido, é fundamental que a empresa consiga acompanhar com precisão todos os elementos que definem a margem de lucro do negócio. Para isso, é indicado à adoção de um sistema de gestão, que faz esse levantamento — e os cálculos — de forma automatizada.

Como é possível aumentar esse indicador em padarias?

Para finalizar, existem algumas formas que podem ser utilizadas por padarias — e outros negócios do varejo — para melhorar a margem de lucro da empresa. Os mais eficientes e indicados são:

  • buscar formas de reduzir os custos — como negociação com fornecedores, redução de impostos, otimização da gestão e corte de orçamento para itens que não trazem retorno;
  • precificação — identificar itens que podem ser vendidos por maiores valores de venda, aumentando diretamente sua lucratividade.

O ideal é que a gestão tenha uma visão clara de todos os indicadores de resultado, não apenas a margem de lucro, para tomar decisões e definir uma estratégia que realmente seja positiva para o sucesso do negócio.

Além disso, usar um software de gestão que automatiza a coleta, armazenamento e análise de dados é fundamental para o sucesso dessa prática. Essa ferramenta também evita que a empresa cometa erros que podem comprometer sua lucratividade, bem como gerar problemas com a Receita Federal, uma vez que o pagamento de impostos e controle da operação financeira é obrigatório para a maioria dos médios e grandes negócio.

Gostou de saber como calcular a margem de lucro para o seu negócio? Acha que essas informações podem ajudar outros profissionais do mercado? Então não deixe de compartilhar o artigo em suas redes sociais!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

You may use these HTML tags and attributes:

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.