Além de sempre tentar aumentar suas vendas, todo empreendedor do varejo precisa pensar em formas de reduzir os custos na empresa. A necessidade é ainda maior no atual cenário, em que os preços dos fornecedores têm aumentado e o consumo dos clientes diminuído.

Existem diversas maneiras de fazer esse corte sem impactar na qualidade dos produtos e serviços oferecidos. O primeiro passo é manter uma boa gestão e dedicar tempo para fazer um bom planejamento de diminuição das despesas.

Neste artigo, listamos 7 maneiras de reduzir os custos em negócios no varejo para que você melhore os resultados financeiros! Confira e saiba por onde começar!

1. Faça um mapeamento de gastos

O primeiro passo para reduzir custos no negócio é fazer um mapeamento completo dos valores. Identifique os investimentos que estão sendo feitos em cada parte envolvida com o seu estabelecimento, como:

  • fornecedores;
  • aluguel;
  • funcionários;
  • impostos e taxas de manutenção;
  • eletricidade, internet, água e gás;
  • marketing;
  • comissões.

Com essas informações, é possível identificar gastos excessivos que têm impactado seus custos de forma negativa. O ideal é ter controle das despesas ao longo do tempo para compreender a evolução dos custos do local. Dessa forma, fica fácil prever quando um tipo de gasto vai aumentar e impactar, de forma negativa, os resultados do estabelecimento.

Por exemplo: com o acompanhamento, você percebe que, durante o verão, o gasto com eletricidade dobra devido ao uso do ar-condicionado no estabelecimento. Esse é um recurso que não pode ser cortado caso você queira oferecer um ambiente confortável para seus clientes, certo?

Porém, é possível pensar em ações que reduzam o valor da conta de luz, como a realização de uma manutenção antes do início do verão ou a utilização do equipamento apenas em momentos de muito movimento. Pequenas ações fazem muita diferença na diminuição das despesas.

2. Tenha um planejamento financeiro

Outra forma de reduzir os custos é por meio de um bom planejamento financeiro. O ideal é ter uma previsão de fluxo de caixa a médio e longo prazo, de modo a saber quais são os cenários possíveis para a empresa e como lidar com cada um deles.

Normalmente, após um ano de operação, é possível ter uma noção de quanto a empresa gasta e fatura. Dessa forma, é possível se programar para realizar seus pagamentos dentro de 3, 6 ou até mesmo 12 meses, tendo organizado os custos fixos (aqueles que não mudam) e os variáveis (que mudam conforme a quantidade). 

Uma redução importante feita a partir de um bom planejamento é aplicada nos gastos com juros e taxas por atrasos em boletos de fornecedores. No longo prazo, pequenos valores fazem a diferença no orçamento da empresa.​

Além disso, é importante ter um parceiro responsável pela parte jurídica do negócio. Essa pessoa pode buscar meios legais de reduzir os impostos e gastos da empresa com as exigências do governo e prefeitura local.

3. Implemente um sistema de gestão

Usar a tecnologia também é uma ótima estratégia para reduzir custos na empresa. Há opções de softwares e sistemas de gestão que ajudam o varejista no gerenciamento do negócio. Eles atuam automatizando tarefas manuais, reduzindo custos e fornecendo informações que não apenas diminuem os gastos, como também ajudam a melhorar os serviços oferecidos aos clientes.

Restaurantes, padarias, mercados e outros varejistas têm adotado sistemas de frente de caixa que agilizam o atendimento, reduzindo filas e erros de funcionários. Esses sistemas são integrados a soluções que oferecem o controle de estoque, vendas, gastos e até relatórios sobre os consumidores do local. 

O melhor controle do estoque também é fundamental para reduzir custos. Afinal, muitos varejistas têm problemas com a perda de itens vencidos ou danificados e com a falta de produtos que seriam vendidos no estabelecimento.

Com um sistema, é possível melhorar esse controle para fazer um investimento mais inteligente. Em outras palavras, você consegue identificar quando é o melhor momento para comprar e a quantidade ideal a encomendar.

4. Conscientize seus funcionários

Toda empresa que trabalha como um time tem melhores resultados. Isso não é diferente quando todos os funcionários estão motivados a reduzir os gastos do negócio. O ideal é ser sincero e conscientizar a equipe de que as despesas estão altas e que é necessário reduzi-las para que a empresa se mantenha sustentável e lucrativa no mercado.

Vale lembrar que as pessoas tendem a não concordar com mudanças. Logo, é essencial que cada informação seja transmitida da maneira correta. Passe uma mensagem que não deixe o time preocupado, e sim motivado para manter o negócio prosperando.

Para isso, use números positivos, comemore conquistas e reforce que a mudança não só vai melhorar o resultados do negócio, como também proporcionará mais oportunidade de crescimento para todos.

5. Adote medidas de incentivo para reduzir os custos

Outra forma de diminuir custos e garantir que o time vai seguir as recomendações de corte é definir metas de redução e medidas de incentivo para quem chegar aos valores estabelecidos.

Dessa forma, os funcionários ficarão motivados com a possibilidade de serem premiados, e as mudanças acontecerão de forma mais rápida. Isso também permite que o seu planejamento seja seguido e não fique de lado.

Uma possibilidade é incluir o time nesse processo de decisão, realizando uma reunião para que os próprios funcionários apontem soluções que diminuam os custos. As pessoas que lidam com os clientes, que preparam os produtos e fazem as atividades no dia a dia do negócio provavelmente conhecem boas estratégias para atingir esse objetivo.

6. Tenha uma rede de fornecedores e parceiros

Outra forma de reduzir custos no negócio é buscar melhores ofertas e benefícios com seus fornecedores. O ideal é ter uma rede de opções e estabelecer relacionamento com aqueles que procuram parcerias nas quais a troca de benefícios é mútua. 

Seus fornecedores e parceiros devem oferecer benefícios que ajudem no controle de custos. Um exemplo disso está nos sistemas de caixa que citamos acima. Eles são essenciais para a realização da venda  em momentos problemáticos, é fundamental que a empresa seja atendida quanto antes, certo? Portanto, antes de escolher seu fornecedor, questione se ele oferece essa facilidade para o negócio. 

Dessa forma, tenha uma lista de opções para todos os seus fornecedores e sempre analise o custo-benefício de uma transação. Muitos varejistas se prendem em relações antigas e esquecem que novos fornecedores e outras opções estão disponíveis no mercado, muitas vezes com opções melhores para o negócio.

7. Entenda seus consumidores

Por fim, entender o consumidor e levantar dados sobre seu comportamento é uma ótima forma de reduzir custos e aumentar suas vendas! 

Informações sobre os produtos mais consumidos, hábitos de compra, satisfação com o atendimento, variedade do mix de produtos e outros serviços são fundamentais para decidir onde cortar gastos e onde investir mais para que os clientes fiquem satisfeitos.​

Reduzir os custos não é uma tarefa simples. Porém, quando conduzida da maneira adequada, pode ajudar a manter ou melhorar os resultados que são essenciais para aumentar as vendas e a satisfação dos clientes!

Se você gostou das dicas para reduzir custos na sua empresa e acha que outras pessoas também podem tirar proveito delas, compartilhe o post nas suas redes sociais!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

You may use these HTML tags and attributes:

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.