Estratégias para franquias são elementos necessários para fazer qualquer negócio desse tipo crescer. No entanto, nem todos os empreendedores conhecem elas.

Na realidade, cada franquia tem as suas próprias características que devem ser analisadas antes de se buscar ou criar uma estratégia que a ajude a crescer no mercado.

Pensando nisso, hoje a RCKY decidiu escrever este artigo explicando exatamente o que deve ser feito para montar uma estratégia de crescimento para sua franquia. Vamos lá?

O momento de pensar no crescimento da franquia

Você sabe qual é o momento de pensar no crescimento da franquia? Essa é uma questão que precisa ser explorada antes de se decidir investir em estratégias para franquias.

Em primeiro lugar é necessário observar o momento no qual a franquia se encontra. Se ela ainda estiver começando e tem dificuldades para se posicionar, ainda não é hora.

Aguarde até o momento em que a franquia conseguir se consolidar e já possua um faturamento previsível todos os meses. Isso irá diminuir muito os riscos.

Em seguida, é o momento de começar a economizar os recursos financeiros que serão utilizados para iniciar o processo de crescimento do negócio.

Vale ressaltar que é necessário ter o mínimo de planejamento, visto que investir em um empreendimento é algo que requer não apenas dinheiro, mas foco e tempo.

Como se constroem estratégias para franquias?

Uma vez que se tenha verificado que a empresa está em um momento oportuno para o crescimento, é necessário então tomar algumas providências pontuais.

Algo que deve ser frisado é que, muitas vezes, será necessário contar com a colaboração de outras pessoas. Dificilmente se cria uma estratégia de crescimento eficiente sozinho.

Portanto, com uma boa equipe à disposição, analise os seguintes pontos:

  • Os riscos potenciais do negócio;
  • Quais oportunidades devem ser aproveitadas primeiro;
  • As propostas dos fornecedores, pois eles são cruciais para o crescimento;
  • O custo-benefício das parcerias da franquia;
  • Qual é o estado da concorrência do mercado

Uma vez tendo analisado estas questões, é preciso definir quais ações devem ser tomadas e como elas devem ser tomadas. Também é fundamental definir prazos, metas e objetivos.

Um conceito que pode ser muito útil para se fazer isso é o 5W2H. Do inglês, essa sigla representa as quatro 5 perguntas com W e as duas com H. Elas são:

  • What: O que deve ser feito?
  • When: Quando começar?
  • Who: Quem será envolvido durante o processo?
  • Where: Onde as iniciativas serão tomadas?
  • Why: Por que foram feitas essas escolhas?
  • How: Como os planos sairão do papel?
  • How much: Qual será o orçamento para aplicar essas ações?

Os cuidados na hora de criar estratégias para franquias

Já dissemos no tópico anterior, mas vale repetir: é fundamental ter metas e objetivos bem definidos para que a franquia consiga crescer de forma saudável e eficiente.

Essas metas e objetivos, por conseguinte, devem ser de curto, médio e longo prazo. Dessa forma torna-se muito mais fácil acompanhar a evolução do crescimento do negócio.

Também é importante que essas metas e objetivos sejam calcados na realidade da franquia. Eles devem ser alcançáveis e fazerem sentido.

Inclusive, distinguir as metas dos objetivos é algo fundamental. Lembre-se que metas são quantificáveis, e muitas vezes podem ser mensuradas por meio de números.

Algumas metas possíveis de serem estabelecidas são:

  • Quantidade de vendas em um mês;
  • O nível de faturamento apurado;
  • Clientes atendidos em um determinado período;
  • Valor economizado mensalmente;
  • Entre outras.

Já os objetivos são muito maiores e abrangentes, além de terem um prazo maior para serem atingidos. Um exemplo é a quantidade de franqueadores ou o reconhecimento da marca.

3 estratégias para franquias

Veja agora três estratégias para franquias crescerem com eficiência e rapidamente.

1. Criação de um time capacitado

Franquias são empresas. No entanto, diferente das empresas tradicionais que, no máximo possuem algumas filiais, as franquias dependem muito do apoio de terceiros.

Para lidar com pessoas desconhecidas que querem ser franqueadas, por sua vez, é necessário ter um time muito bem capacitado e pronto para lidar com diversas demandas.

Algo que se preza muito no time de uma franquia é a sinergia. Todos precisam estar na mesma página para serem capazes de colaborar e terem melhores resultados.

Para que isso seja alcançado, entretanto, é fundamental que todos os colaboradores passem por um bom treinamento que os capacite técnica e teoricamente.

Vale destacar que a uniformidade de todos aqueles que participam da organização deve ser vista em todos os sentidos. Para isso é preciso criar protocolos que devem ser seguidos e cobrados.

2. Utilização de softwares de gestão

Quanto maior for uma franquia, mais difícil será a sua administração. Quanto mais franqueados houverem, mais complicado se torna analisar os dados.

Por isso que, entre as principais estratégias para franquias, uma das mais importantes é quanto ao uso de softwares de gestão. Tecnologia é essencial para aprimorar processos.

Com um software para gerir o negócio, o empresário terá acesso muito mais facilitado a uma série de dados e informações. Isso resultará em melhores tomadas de decisão.

Também haverá uma grande economia com tempo e recursos financeiros, já que uma série procedimentos poderão ser completamente automatizados.

Entretanto, é importante saber como escolher esse software de gestão. Nesse sentido, vale muito a pena conferir a solução para franquias da RCKY, a melhor do mercado.

3. Comunicação eficiente com franqueados escolhidos a dedo

Por fim, se você quer ver mesmo a sua franquia crescer, é necessário apostar em ferramentas e práticas para aprimorar a comunicação com os franqueados.

Nenhuma franquia pode crescer sem que os franqueados sejam ouvidos sempre que tiverem dúvidas, ou mesmo quando tiverem sugestões que podem ser valiosas.

Inclusive, um dos problemas que mais afeta a qualidade de uma franquia é perceber que cada franqueado age de uma forma diferente, deixando de seguir um padrão.

Em muitos casos trata-se de um grande problema de comunicação. Contudo, não se pode deixar de considerar que a peneira para escolher o franqueado foi ruim.

Afinal de contas, problemas de comunicação estão em todas as etapas do negócio. Desde a informação quanto às expectativas da franquia, durante treinamentos e ao longo da relação franqueador-franqueado.

Gostou de saber sobre estas estratégias para franquias? Então aproveite para colocar o blog da RCKY na sua lista de favoritos. Estamos sempre postando novos conteúdos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

You may use these HTML tags and attributes:

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.