Com um mercado cada vez mais concorrido, realizar uma boa gestão de restaurantes tem se tornado uma necessidade fundamental para o sucesso dos empreendimentos deste segmento — especialmente para aqueles que são novos e possuem baixo capital de giro.

Manter processos otimizados e uma administração eficiente é importante para garantir produtos, serviços e atendimento de qualidade para os clientes do estabelecimento, bem como reduzir custos e gerar resultados positivos para o negócio.

Pensando nisso, colocamos abaixo 6 dicas de como fazer uma gestão de restaurantes com qualidade, garantindo mais eficiência e lucratividade para o seu negócio. Confira!

1. Tenha um plano de negócios

O primeiro passo para fazer uma gestão eficiente do seu restaurante é ter um plano de negócios bem definido. Este documento deve ser elaborado antes mesmo da abertura do local, uma vez que serve como um direcionador para todas as decisões sobre o investimento.

O plano abrange desde a definição do conceito de alimentos servidos, elaboração da marca, escolha do ponto comercial, até desenvolvimento de estratégias de venda, marketing e gestão de fornecedores.

Além dele, é importante manter um planejamento de ações da empresa, com metas e objetivos para o curto, médio e longo prazo. O ideal é que ele siga as diretrizes do plano de negócios e oriente a gestão na busca pelo sucesso do restaurante no mercado, facilitando a tomada de decisão.

Uma dica importante para o planejamento é incluir sempre orçamento para as ações de marketing do restaurante. Desta forma, é possível manter uma divulgação frequente do estabelecimento, bem como desenvolver estratégias de atração e fidelização dos clientes — como promoções, clube de fidelidade e pesquisa de satisfação.

2. Construa uma equipe de qualidade

Dentre as diversas responsabilidades que compõem a gestão de restaurantes está a contratação da equipe de trabalho — responsável por produzir os pratos, atender e até mesmo gerir o estabelecimento. Dada a importância dessas atividades, é fundamental que sua formação seja feita com profissionais de qualidade.

Neste sentido, é importante que a gestão invista num processo de recrutamento e seleção que busque profissionais bem qualificados e adequados para cada função do estabelecimento. Para isso, vale contratar uma empresa especializada ou ter uma equipe de Recursos Humanos com experiência na formação de times para restaurantes.

Além disso, os profissionais devem receber benefícios que condizem com suas responsabilidades e terem uma visão clara do que é esperado de sua performance. Assim, evita-se a criação de um ambiente desmotivador — que resulta em baixa produtividade e alta rotatividade.

3. Invista no treinamento do time

Além de formar um time de qualidade, é importante manter o conhecimento e preparo destes profissionais, garantindo sua boa atuação. Para isso, é necessário investir na formação e desenvolvimento da equipe, por meio de treinamentos e momentos de capacitação.

O ideal é que todo novo colaborador receba um treinamento inicial, que apresente a missão, visão e valores do negócio, bem como as boas práticas, regras, processos e diretrizes para a execução de suas responsabilidades. Com isso, ele sabe o que esperar de seu trabalho e o que se espera de seu desempenho.

Além disso, todos os colaboradores devem passar por novos treinamentos periodicamente, sobretudo quando novas técnicas, práticas e processos forem adotados. Uma prática muito usada para identificar a necessidade de momentos de capacitação é por meio do acompanhamento de indicadores de desempenho e avaliações de conhecimento.

4. Tenha um bom controle financeiro

Segundo o SEBRAE (Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas), um dos principais fatores para pequenos negócios fecharem em seu primeiro ano de funcionamento é a falta de capital para manter seu funcionamento no mercado. Neste sentido, ter um controle financeiro de qualidade é fundamental dentro da gestão de restaurantes. A prática inclui atividades, como:

  • acompanhamento do fluxo de caixa;
  • previsão de receitas e custos;
  • gestão de contas a pagar e receber;
  • pagamento de impostos e taxas de funcionamento.

O ideal é ter um profissional de contabilidade de finanças para gerir essa frente do negócio — em alguns casos, a depender do tipo de estabelecimento, a prática é obrigatória. Este parceiro vai garantir que tudo seja feito de forma otimizada e dentro das leis brasileiras, evitando multas e prejuízos desnecessários para o negócio.

5. Faça gestão de estoque

Outra área importante para uma gestão de restaurantes eficiente é o controle de estoque, ou seja, todas as atividades e processos que envolvem a compra, armazenamento, uso e reposição das mercadorias utilizadas no negócio — alimentos, bebidas, uniformes, materiais de limpeza, embalagens etc.

Uma boa gestão de estoque é importante para que nada falte no estabelecimento e prejudique os serviços prestados aos clientes, reduzindo assim, a satisfação deles com o local. A carência de materiais também resulta na redução de vendas e perda de oportunidades para o negócio.

Além disso, os resultados financeiros também podem ser prejudicados pelo excesso de materiais, uma vez que itens que ficam em grande quantidade, armazenados por muito tempo, representam capital parado e correm o risco de serem perdidos — por expiração da validade ou danificação.

6. Invista num sistema de gestão para restaurantes

Por fim, uma dica fundamental para que a gestão de restaurantes seja feita corretamente e de forma otimizada é adotar um sistema de gestão, especializado para esse tipo de estabelecimento. Este software permite que muitos processos e atividades sejam feitos de forma automatizada, resultando em mais produtividade e agilidade nas decisões.

Além disso, num cenário cada vez mais digital e tecnológico, movido pela Transformação Digital, é praticamente impossível se manter competitivo sem usar essas ferramentas como aliadas da gestão. Neste sentido, é importante acompanhar o mercado e adotar soluções que melhoram a atuação do negócio.

Fica evidente que a gestão de restaurantes não é algo simples e fácil de ser feito: exige planejamento, investimento e dedicação de profissionais bem qualificados. Por esse motivo, é importante seguir as dicas apresentadas e garantir que todas as frentes do seu negócio estão sendo bem cuidadas e otimizadas.

Agora que você já sabe como garantir uma gestão de restaurantes de qualidade, confira todos os motivos para investir num sistema de automação de vendas e garantir ainda melhores resultados para o seu negócio!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

You may use these HTML tags and attributes:

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.