Quais são os passos para conseguir liderar uma equipe pequena com sucesso? Neste artigo, conheça 4 características de um líder motivador e capaz de vencer os desafios.

Visando se adaptar a tendências do mercado e demandas de novos perfis profissionais, a figura de liderança dentro de uma empresa atualmente está muito ligada à versatilidade. Novas práticas surgem com o objetivo de driblar as dificuldades, aumentar a produtividade, superar a concorrência ou até mesmo sobreviver no mercado, e quem deve estar atualizado e pronto para passar isso tudo para a equipe?

Sim, o líder. Mas além de introduzir novidades, ele também precisa lidar com as diferenças entre os membros da equipe e com eventuais dificuldades na comunicação, além de conseguir explorar as qualidades de cada um e ser capaz de transmitir motivação quando o clima não está favorável.

Portanto, o líder necessita de habilidades técnicas e sociais bem desenvolvidas visando articular sua equipe de acordo com os interesses e possibilidades da empresa, não deixando de dar atenção a cada talento para conseguir extrair o melhor deles. Certamente, saber como liderar uma equipe, seja ela grande ou pequena, é vital para o sucesso de uma empresa.

Desenvolva as características certas

Ter como líder uma pessoa que claramente não possui qualificações, estrutura e preparação para exercer a função pode criar um ambiente desagradável, desorganizado e desestimulante para todos. Se a figura de liderança não conquistar o respeito dos membros da equipe, eles provavelmente não se sentirão à vontade para se expressar em bons e maus momentos nem serão estimulados a crescer junto com a empresa.

Obviamente ninguém é perfeito, e mesmo num ambiente saudável e amigável atritos podem ocorrer, mas o líder deve ser o primeiro a dar o exemplo por se comunicar abertamente com os colaboradores, ser flexível, dissolver conflitos, fazer e seguir planejamentos, pensar e implementar estratégias que funcionam. Ele deve também se preocupar em conduzir e auxiliar os funcionários para que consigam desempenhar suas funções do melhor modo possível.

Entre figuras de liderança, pode ser comum o pensamento de que colaboradores insatisfeitos não devem insistir em ter uma atitude questionadora, mas ao invés disso devem deixar a equipe e procurar outras oportunidades que os sirvam melhor. No entanto, empresas conhecidas pela alta rotatividade por conta desse tipo de pensamento não passam confiança para pessoas talentosas demonstrarem seu potencial.

Portanto, o trabalho do líder também envolve identificar e reter funcionários promissores, prezando pela manutenção do equilíbrio no ambiente da empresa. Agindo dessa forma, ele terá a oportunidade de demonstrar suas habilidades sociais e conquistar feedbacks positivos.

Tenha equilíbrio ao lidar com familiares na empresa

Pequenos negócios geralmente são formados por pessoas muito próximas, como parentes ou amigos, e isso pode deixar o ambiente mais descontraído, informal, e as questões pessoais podem se misturar às profissionais de maneira rotineira. No entanto, esse hábito pode comprometer a seriedade e o comprometimento dos funcionários, além de afetar o modo como o líder se relaciona com seus subordinados.

Mesmo que o ambiente da empresa seja familiar, a figura de liderança precisa ser notada e respeitada. O líder deve ser qualificado para cumprir suas atribuições e auxiliar os funcionários a fazer seus papéis. As ações implementadas e decisões tomadas no negócio devem ser pautadas primeiramente nas relações de trabalho, deixando laços familiares ou de amizade em seu devido lugar.

Motive por meio de metas

Metas claras e bem estruturadas levam ao crescimento da empresa, ao engajamento dos funcionários e ao fortalecimento da figura de liderança. Para alcançar esses objetivos, primeiramente é preciso fazer estudos de mercado para definir metas relevantes e alcançáveis, que levem a resultados concretos e mensuráveis.

O líder tem o papel de esclarecer as metas para a equipe, delegar as tarefas, acompanhar o progresso, dar conselhos e ajuda prática para que todos consigam trabalhar juntos em torno de um mesmo objetivo. Quando a meta for alcançada, o bom líder será reconhecido e os funcionários sentirão que são importantes para a empresa.

Ofereça recompensas

Mesmo quando há poucos colaboradores, o líder pode motivar sua equipe a ser mais participativa por oferecer premiações como folgas, ingressos para eventos e comissão individual. A realidade é que muitas pessoas não veem motivos para dar o seu melhor no trabalho, mas saber que estão sendo avaliadas e serão recompensadas se tiverem um desempenho superior pode ajudá-las a utilizar seu potencial em benefício da empresa.

Mas isso não quer dizer que os funcionários devam ser pressionados a fazer mais somente para receber alguma recompensa, pois isso pode criar um desnecessário e desagradável ambiente de rivalidade dentro da equipe. As comissões e demais prêmios devem ser oferecidos mediante os resultados de uma conduta que beneficia não uma pessoa só, mas a empresa como um todo.

Como um sistema de gestão pode ajudar a liderar uma pequena equipe?

Com um sistema de gestão, a tarefa de acompanhar e analisar o desempenho de cada funcionário se torna mais simples, visto que o empreendedor pode ter acesso a relatórios individuais e detalhados de venda. Como os funcionários são devidamente identificados e cadastrados e há integração entre o ponto de venda e o sistema de gestão, os dados das vendas vão para cada relatório de maneira rápida e organizada.

Com isso, ele pode não só motivar, corrigir e auxiliar seus vendedores com base nos resultados obtidos em um dado intervalo de tempo, como também estabelecer um programa de comissão justo e adequado.

Seja com uma equipe grande ou pequena, um software de gestão pode permitir maior fluidez de processos, acesso facilitado a informações relevantes e uma base sólida para tomar decisões, sendo um grande auxílio na conquista de estabilidade para o negócio.

A vantagem de liderar uma equipe pequena é a possibilidade de moldá-la e transformá-la em algo sob medida para as necessidades do negócio. Quando o líder se relaciona com um número reduzido de pessoas, é possível prestar atenção a cada uma e assim fornecer soluções individuais.

Existem vários fatores fora do controle do líder, mas ele deve se preocupar em ser uma figura de responsabilidade e seriedade para com suas atribuições, demonstrando isso por seus resultados e seu modo de agir visando influenciar os colaboradores a dar o seu melhor e ser produtivos.

Gostou do artigo? Continue navegando no blog para aprender mais!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

You may use these HTML tags and attributes:

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.