Muitos empreendedores são excelentes vendedores e sabem como ninguém as melhores técnicas de vendas. Porém, quando se trata de negociação com fornecedores, a maioria dos donos do próprio negócio não se saem tão bem assim.

Convenhamos: tão importante quanto saber vender seu produto ou serviço é conseguir comprar bem, porque é a partir deste ponto que você tem a oportunidade de maximizar seus lucros.

Por isso, descreveremos neste artigo as 7 principais dicas para ajudar você a se preparar para fazer a melhor negociação com fornecedores e, assim, sair na frente da concorrência. Confira!

1. Dê importância para saber o que quer

Em toda negociação, é fundamental seguir uma estratégia e sempre ter em mente até onde você pode ir, em vez de pedir descontos aleatoriamente. Dessa forma, você corre o risco de ficar sem argumentos, caso não saiba exatamente a quantidade de itens que comprará, até quanto pode gastar, o prazo de entrega, entre outras questões.

Por isso, é tão importante demonstrar que você sabe bem o que quer e a sua disposição para comprar ou não. Utilize argumentos prontos e bem fundamentados, caso contrário, o seu despreparo na negociação com fornecedores faz com que eles reúnam forças para impor suas condições e fazerem até mesmo você gastar com coisas desnecessárias.

Assim, quando se planejar para a conversa com seu fornecedor, decida como você fará a abordagem e tenha coerência, sempre mantendo o foco em seu objetivo final. Dessa forma, quando solicitar um desconto, será possível persuadi-lo com suas justificativas para ele vender por um preço mais baixo.

Por outro lado, não deixe que um fornecedor seja sua única opção — ainda mais se ele souber dessa informação! Afinal, ninguém quer ficar refém de uma única possibilidade por falta de alternativas. Por isso, tenha sempre um “plano B” para recorrer a ele, caso a negociação não seja vantajosa.

2. Opte pelo pagamento à vista

Uma boa maneira de conseguir um desconto significativo na negociação com fornecedores é você juntar recursos o suficiente para fazer sua compra à vista.

Obviamente, essa é uma atitude para ser pensada com cautela. Só compre à vista quando adquirir produtos que tenham venda garantida. Do contrário, você terá investido dinheiro em um lote que, possivelmente, ficará encalhado e prejudicará a sua gestão de estoque.

3. Compre em grandes quantidades

Esta é outra dica de sucesso garantido, uma vez que, quanto maior a quantidade, maior o desconto por parte de quem vende os produtos. Entretanto a prática exige um bom planejamento e análise cuidadosa de sua estrutura.

Por exemplo, um fornecedor faz uma oferta de 15% de desconto se você dobrar o volume de sua compra. Porém, em razão do tamanho do seu estoque, aumentar a quantidade de itens talvez seja inviável. Então isso nem sempre é vantajoso, porque acontece de atrapalhar o controle do estoque ao ficar com produtos parados e, com isso, deixar o caixa empatado.

Assim sendo, ainda que essa seja uma técnica que barateia o custo da mercadoria, é fundamental saber qual o destino e calcular o volume de vendas previsto para a remessa em questão.

4. Faça uma boa pesquisa

Vale a pena lembrar que você não nasceu grudado em seu fornecedor. Caso não haja um acordo entre o que você tem condições de pagar e o preço que ele quer vender, procure por alguém com disposição para negociar melhor.

Será que somente o fornecedor atual tem o item que a sua empresa precisa ou há outro disposto a fazer parceria com você? Quem sabe até mesmo um novo parceiro tenha outros produtos de seu interesse e, assim, surge a oportunidade de transformar uma única compra em parceria? Dessa forma, certamente, conseguirá um valor final ainda melhor.

Com uma pesquisa bem-feita em mãos, você tem maior poder de barganha na negociação com fornecedores, não resta dúvidas.

5. Aproveite as oportunidades

Muitas vezes, por causa da sazonalidade, alguns produtos têm maior procura em determinada época do ano. Dessa maneira, quando o item estiver mais barato, devido à falta de demanda, uma boa estratégia é adquirir maior quantidade desse item para compor o estoque e aumentar as vendas, caso seja possível.

Como o consumidor busca pouco por essas mercadorias, é muito provável que o fornecedor baixe o preço. Por isso, fique sempre ligado ao mercado.

6. Tenha organização

Para que todas as dicas já mencionadas neste artigo funcionem, você depende de organização. Dessa forma, não adianta, por exemplo, fazer contato com os fornecedores com antecedência se você não tiver as informações que precisa para fechar uma boa compra.

No mesmo sentido, saber quais itens você necessita ou até quando dura o seu estoque sem um novo pedido não é o bastante. É importante não só levantar dados como também cruzá-los. Você pode até ter mais trabalho para acompanhar e estabelecer previsões antes de comprar, porém isso evita que falte ou sobre produtos e reduz a perda de mercadoria e estoque.

Quando você identifica um aumento de compras sazonais no próximo período, já é viável, por exemplo:

  • iniciar a negociação com fornecedores;
  • repassar a estimativa do aumento;
  • melhorar o preço;
  • garantir a entrega antecipada.

Portanto, além de assegurar as mercadorias e estoque quando o aumento da demanda ocorrer, sua empresa, com certeza, fará repasses menores aos clientes em função dos preços reduzidos de aquisição. Tudo isso facilitará o seu trabalho.

7. Use a tecnologia a seu favor

Ao investir em um sistema para controle de caixa, você terá nas mãos argumentos válidos — como volume de compras e histórico de frequência. Usar a tecnologia a seu favor permite uma negociação com fornecedores com barganha de preços. Isso porque o software arquiva todas as negociações realizadas e faz a segmentação por fornecedor.

Nesse sentido, a divulgação evidenciada desses dados permite fazer permutas com fornecedores já cadastrados, porque as informações de pedidos antecedentes estão processadas no sistema.

Por fim, não se esqueça de que algumas dicas de abordagem com o fornecedor são muito eficientes. Logo, marque de conhecer as instalações da sua empresa e aproveite para estreitar as relações tomando um café!

Concluindo, apresentamos algumas dicas que todo empreendedor de sucesso coloca em prática com o objetivo de fazer a melhor negociação com seus fornecedores e conseguir bons descontos. Além disso, é sempre recomendado usar suas experiências pessoais e tirar o máximo proveito das suas qualidades e do seu poder de argumentação.

Agora que você conheceu as 7 principais dicas para negociação com fornecedores, que tal assinar a nossa newsletter para receber o melhor conteúdo em primeira mão?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

You may use these HTML tags and attributes:

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.