Nesse post, você confere 10 passos de como montar um pequeno restaurante caseiro, e garantir o sucesso em seu negócio!

Você tem o sonho de ter seu próprio restaurante de comida caseira? Ou já imaginou essa possibilidade?

Então, não deixe de conferir este conteúdo, para descobrir tudo o que você precisa para chegar mais perto de seu sonho!

1.Escolher o local e o horário

Muitos empreendedores que começam a investir no mercado de comida caseira são os próprios cozinheiros dos restaurantes ou pessoas que já tem o hábito de cozinhar.

Porém, independente da sua escolha, leve em conta as características do local, o bairro, os moradores e como é o movimento do local.

Naturalmente, bairros movimentados têm mais clientes em potencial. Considere também que a hora do almoço é a mais movimentada.

Por isso, preste atenção se há trabalhadores prestando serviços na região. Pois eles podem ser seus principais clientes.

2.Definir um bom cardápio ao montar um pequeno restaurante de comida caseira

Se você gosta ao menos um pouco de cozinhar, já deve ter pensando em oferecer o seu menu diversas vezes.

Além disso, quando se trata de comida caseira, as escolhas ficam até mais fáceis. Pois nenhuma opção fugirá muito do que, em geral, os brasileiros comem no dia a dia.

Veja abaixo alguns exemplos de itens que não podem faltar:

  • Arroz e feijão
  • Massas (macarrão, lasanhas)
  • Saladas diversas
  • Ovo (omelete, frito ou cozido)
  • Carnes diversas
  • Complementos (vinagretes, farofas e pimentas)
  • Personalidade no tempero

Aliás, é possível também escolher um tipo específico de culinária caseira. Por exemplo, servir apenas comida baiana, mineira, ou mesmo comida vegana.

Enfim, existe um grande leque de possibilidades. Por isso, avalie bem o que pode gerar uma boa demanda de acordo com a região que você escolher. Ou seja, ofereça aquilo que irá atrair o seu público-alvo.

De qualquer maneira, é importante lembrar que só deve constar em seu cardápio aquilo que você tem total certeza de que pode servir com maestria e segurança. E aquilo que seu público-alvo irá consumir.

3.Definir um modelo de restaurante

Etapa indispensável no planejamento quando se pretende montar um pequeno restaurante caseiro. Afinal de contas, o modelo que você pretende seguir é extremamente decisivo para o futuro de seu negócio.

Sendo assim, pensando em restaurantes de comida caseira, os exemplos mais comuns são:

  • Prato feito (popularmente conhecido como “PF”),
  • Comida por quilo.

Estas duas opções podem atingir um público grande, porém o modelo de “prato feito” pode ser especialmente favorável, se o que você quer é economia.

Afinal, é possível elaborar opções de pratos simples e de baixo custo.

4.Pensar no espaço físico ao decidir montar um pequeno restaurante caseiro

O espaço físico do restaurante é algo muito importante, e que fará toda diferença no sucesso do seu negócio.

Sendo assim, você deve pensar no espaço usufruído por seus clientes, ou seja, o refeitório de seu restaurante.

Dessa forma, já que estamos falando de comida caseira, nada mais natural que o espaço tenha um aspecto de “casa”, o que torna essa parte do empreendimento até mais barata. Então, pense em uma decoração atraente.

Sendo assim, a palavra-chave para uma decoração caseira é o aconchego. Afinal de contas, nada mais pertinente do que trazer aconchego para o ambiente em que você vai servir sua comida caseira.

Além disso, o espaço também deve ser o suficiente para as pessoas ficarem com conforto.

Do mesmo modo, você também deve cuidar da organização do espaço, mantendo sempre tudo em seu devido lugar. Um espaço bem organizado passa uma boa impressão para quem entra no local.

5.Adquirir equipamentos de qualidade, e que sejam ideais para sua atividade

Ao montar um pequeno restaurante caseiro, você precisará de equipamentos de qualidade. Afinal de contas, eles irão otimizar o tempo, e contribuir para o preparo dos alimentos com qualidade e eficiência.

Preze por produtos que sejam confiáveis, de qualidade e que cumpram bem suas respectivas funções.

Abaixo, relacionamos alguns equipamentos que você precisa ter na cozinha:

  • Fogões industriais
  • Geladeiras e freezers
  • Balcões térmicos
  • Processadores de alimentos
  • Liquidificadores
  • Ferramentas de cozinha em geral

Assim como na cozinha, o refeitório e o caixa também têm itens indispensáveis como, por exemplo:

  • Mesas e cadeiras
  • Caixas registradoras
  • Computadores
  • Impressoras
  • Balanças

6.Analisar a possibilidade de delivery

Sobretudo nos tempos atuais, em que ainda é necessário o isolamento social (mesmo que flexibilizado), a opção de comida por delivery tem sido muito buscada. Por isso, não deixe de considerar oferecer aos seus clientes, serviços de entrega.

Inclusive, você pode até pensar em oferecer seus pratos exclusivamente por delivery, assim como muitos restaurantes de comida caseira que já estão fazendo.

Economicamente, também, pode ser uma boa saída. Se seu objetivo é conter os gastos em um primeiro momento de seu negócio, trabalhar apenas com o delivery, exclui uma boa parte da preocupação com o espaço físico e equipamentos.

7.Automação – trabalhe com um bom sistema para restaurante

Todo negócio precisa de um bom sistema de vendas, principalmente restaurantes e lanchonetes. Assim como os equipamentos, adquirir um software para automatizar os processos do restaurante é essencial. E você encontra ótimas opções no mercado atualmente

Um importante fator a se considerar nesse caso é a praticidade e facilidade no uso. Assim como a capacidade que o sistema tem de oferecer o que você precisa em um só lugar.

Ou seja, o ideal é que ele ofereça:

  • Relatórios de vendas;
  • Gastos;
  • Controle de estoque;
  • Controle de delivery;
  • Sistema de pedidos no próprio restaurante;
  • E muito mais…

Tudo com a devida segurança e organização de todos esses dados.

E tudo mais que possa tornar os trabalhos mais práticos e organizados. Além da possibilidade de encontrar tudo em um só lugar. Enfim, um software de gestão é essencial em qualquer negócio.

8.Não se esqueça da legislação ao montar um restaurante

Para montar um pequeno restaurante caseiro, estar de acordo com as normas sanitárias locais é imprescindível.

Fora isso, é estritamente necessário ter todas as licenças legais antes da inauguração do restaurante ser inaugurado.

Como estes processos burocráticos podem levar tempo, não marque uma data de inauguração antes de ter certeza que seu negócio estará totalmente legalizado.

A seguir, veja uma lista dos principais documentos exigidos para este tipo de empreendimento:

  • CNPJ
  • Alvará de Funcionamento
  • Auto de Vistoria do Corpo de Bombeiros
  • Cadastro Municipal de Vigilância Sanitária
  • Registros de Compra de Alimentos

9.Ofereça aos seus clientes um diferencial

Se abrir um restaurante próprio sempre foi seu sonho, certamente você já pensa em como deixar a sua “marca registrada”. Portanto, ofereça sempre mais do que o cliente espera.

Procure algo que o diferencie dos concorrentes, um diferencial competitivo. Com toda a certeza, isso fará toda a diferença no sucesso do seu negócio.

10.Valorize cada cliente e faça-o se sentir especial

Ao lado do tão valorizado aconchego, para que seus clientes se sintam bem, é necessário um bom atendimento e, obviamente, uma excelente comida.

Por isso, não economize na simpatia e na boa-vontade, para servir bem aqueles que escolhem almoçar no seu restaurante. Portanto, é importante ter uma equipe bem treinada e sintonizada.

O cliente deve se sentir valorizado e satisfeito em seu restaurante. Pois é isso que fará com que ele volte, e ainda recomende seu negócio para outras pessoas.

Enfim, esses são os 10 passos básicos e essenciais de como montar um pequeno restaurante caseiro. Agora, é só desenvolver a ideia, criar um bom plano de negócio, e tornar esse sonho uma realidade!

Conheça as soluções em automação comercial da RCKY e garanta a melhor gestão do seu negócio!

Entre em contato conosco para saber mais!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

You may use these HTML tags and attributes:

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.