O bom gerenciamento de um negócio está diretamente relacionado ao monitoramento constante do desempenho. Por isso, o empreendedor que não se preocupa em acompanhar os resultados, dificilmente possui uma visão clara de como anda a empresa.

Um dos recursos disponíveis para mensurar os resultados dos processos na empresa é a gestão de indicadores. O problema é que esse conceito, empregado há muito tempo em grandes organizações, ainda pouco é conhecido e utilizado no varejo.

Para desmitificar o assunto e ajudar você a obter melhores resultados em seu negócio, preparamos este artigo especial sobre gestão de indicadores aplicados ao segmento varejista. Vamos lá?

O que é a gestão de indicadores?

Antes de tratarmos da gestão, vamos falar um pouco sobre os indicadores de desempenho? O indicador ou métrica é qualquer informação que indica o desempenho de um processo. Podemos pensar em um indicador de eficiência (maior número de atendimentos), eficácia (uma ação de marketing) ou nível de satisfação.

Porém, de nada adianta apenas levantar esses indicadores se não fizermos uma análise e acompanhamento desses resultados. E é aí que entra o trabalho de acompanhá-los para melhor gerir os processos no varejo.

Por que devo gerir esses indicadores?

Realizando o monitoramento das métricas ao longo do tempo você consegue acompanhar o cumprimento do seu planejamento estratégico. No segmento varejista, você pode empregar indicadores em todas as áreas de gestão: RH, Marketing, Operacional, Financeiro e até E-commerce.

É possível, por exemplo, acompanhar a distribuição de estoque entre suas lojas e o valor médio de vendas por cliente. Os resultados obtidos a partir do monitoramento desses indicadores podem ajudar a diagnosticar possíveis falhas e auxiliar você na tomada de decisões.

Quais os 4 principais indicadores do varejo?

Selecionamos aqui 4 indicadores de desempenho utilizados no segmento varejista. Confira e descubra quais deles você já utiliza:

1. Lucratividade

Esse é um indicador que ajuda a avaliar o percentual de lucro sobre o faturamento e a entender como os recursos têm sido aplicados. A lucratividade pode ser medida também a partir de outros indicadores como o faturamento obtido por vendedor, por ponto de venda e até por m² da sua loja.

Se sua loja alcança grande faturamento, mas não há sobra de dinheiro, pode ser consequência do volume de custos da empresa.

2. Ticket médio

Ele representa o valor médio gasto pelo cliente. A partir dele é possível ter um panorama completo do processo de venda e pensar em estratégias para melhorar a eficiência do seu negócio.

Para alavancar as vendas, é possível pensar na oferta de itens adicionais no momento da compra. Esse indicador também ajuda a pensar no relacionamento com os clientes. Identificar aqueles consumidores que mais compram pode orientar seu processo de fidelização de clientes.

3. Giro de produtos no estoque

Produtos parados no estoque são um problema, pois ocupam espaço que poderiam ser utilizados por produtos rentáveis e seguram o capital de giro.

Com o auxílio dessa métrica, você consegue manter uma gestão de estoque eficiente e sempre preparada para atender à demanda dos consumidores.

4. Custo de aquisição de clientes

Esse indicador ajuda você a identificar quanto sua empresa investiu para transformar uma pessoa com potencial de compra (lead) em cliente.

Tal cálculo leva em consideração os custos de venda, ações de marketing, salários da equipe e demais gastos diretos e indiretos.

Como aplicar essa gestão na prática?

Quer saber como fazer a gestão de indicadores eficiente em sua empresa? Fique atento às dicas a seguir.

Defina as métricas certas para o seu negócio

Como falamos há pouco, você pode fazer a gestão de indicadores em todas as áreas de sua empresa. Mas, atenção: parte do sucesso de uma boa gestão de indicadores está no fato de escolher métricas que realmente tenham impacto no seu negócio.

Para não se perder nessa quantidade de informações, o ideal é que você selecione de 4 a 5 métricas. Do contrário, você terá um grande volume de informação que será pouco aproveitado. O indicador de abandono de carrinhos, por exemplo, só é válido para um varejo que possua e-commerce.

Para definir os indicadores mais adequados é preciso que você considere a necessidade atual de sua empresa. Há um setor que tem apresentado problemas? Os resultados das vendas diminuíram?

Fique atento à implementação

Outro ponto importante que garante um bom gerenciamento dos indicadores é a comunicação clara entre os gestores e colaboradores. De nada adianta inserir as métricas no varejo se a equipe não conseguir trabalhar com esses indicadores.

Para evitar esse problema, promova reuniões visando esclarecer os motivos que levaram à escolha dos indicadores e apresentar as mudanças que essa gestão pode trazer ao negócio.

Combine os indicadores com as métricas

A principal função da gestão de indicadores é atender às necessidades estratégicas do seu negócio. É por isso que você precisa relacionar seus indicadores com os objetivos a serem alcançados.

Utilize a métrica de ticket médio para pensar em estratégias de gestão de vendas de itens semelhantes.

O turnover está alto e a rotatividade de funcionários aumentou? Você pode definir uma meta de diminuí-lo em 15% no próximo ano. O mais importante é a construção de metas realistas e paciência, afinal, as mudanças não acontecem de uma hora para outra.

Acompanhe sistematicamente os resultados

Imagine que você tenha seguido nossas dicas anteriores: definiu os indicadores corretos, compartilhou a informação com a equipe e planejou metas objetivas, mas em meio à rotina, você deixou de registrar ou acompanhar os indicadores. O resultado é: trabalho perdido.

Lembre-se que o monitoramento constante permite o melhor aproveitamento dos indicadores e ajuda você a detectar os problemas mais rapidamente, podendo corrigir ações ainda no meio de um ciclo.

Adote um sistema de gestão

O acompanhamento constante dos resultados dos indicadores é a garantia de uma gestão de métricas eficiente e o desafio da gestão do varejo nem sempre colabora, não é mesmo? A boa notícia é que existe um recurso que pode ajudá-lo nesse processo: o sistema de gestão empresarial.

Ele oferece um sistema integrado que automatiza os processos operacionais e administrativos do seu negócio. Além de uma economia de tempo e organização, você pode visualizar rapidamente os indicadores definidos, acessando relatórios confiáveis fundamentais para a tomada de decisões.

E então, gostou do nosso artigo especial sobre a gestão de indicadores para o seu varejo? Siga nossas dicas e comece a aproveitar os benefícios que elas podem trazer para a sua empresa! Acompanhe outras novidades seguindo nossas páginas no Facebook Instagram YouTube.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

You may use these HTML tags and attributes:

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.